terça-feira, 30 de julho de 2013

Visita do Papa Francisco ao Brasil

A visita do Papa Francisco ao Brasil renovou as esperanças, não só dos brasileiros, mas das pessoas do mundo inteiro. Regozijo-me em saber que a fé ganhou força e renovação com esse Papa - que trouxe uma novo ânimo para a igreja com sua humildade, carisma e amor.


Acredito que importa a sua religião. Importa que todos queremos a mesma coisa e buscamos o bem dos nossos irmãos, a fé, a esperança, a caridade e o amor. Inclusive, Deus é o mesmo perante todos nós, então, não importa qual doutrina você segue, basta buscar Deus e fazer o bem.

Foi uma semana intensa, de muitas emoções... mas de tudo ficaram os sentimentos e os ensinamentos que devemos lembrar todos os dias. Abaixo transcrevo alguns trechos marcantes dos discursos e homilias do Papa – discursos simples, mas com profundos ensinamentos.

 “Não tenho ouro nem prata, mas trago o que de mais precioso me foi dado: Jesus Cristo. Venho em Seu nome, para alimentar a chama de amor fraterno que arde em cada coração. Desejo que chegue a todos e a cada um a minha saudação: a paz de Cristo esteja com vocês”.


"Cristo bota fé nos jovens e confia-lhes o futuro e sua própria casa. E também os jovens botam fé em Cristo"


"Desde a Amazônia até os pampas, dos sertões até o Pantanal... Ninguém se sente excluído do afeto do papa. Depois de amanhã, se Deus quiser, temos que recordar Nossa Senhora Aparecida. Desde já a todos eu abençoo. Obrigado pelo acolhimento".


"Nenhum esforço de "pacificação" será duradouro (...) para uma sociedade que ignora, que deixa à margem, que abandona na periferia parte de si mesma".


"Vocês, queridos jovens, possuem uma sensibilidade especial frente às injustiças, mas muitas vezes se desiludem com notícias que falam de corrupção, com pessoas que, em vez de buscar o bem comum, procuram o seu próprio benefício. Também para vocês e para todas as pessoas repito: nunca desanimem, não percam a confiança, não deixem que se apague a esperança. A realidade pode mudar, o homem pode mudar."




“Vocês não estão sozinhos, a Igreja está com vocês, o Papa está com vocês. Levo a cada um no meu coração e faço minhas as intenções que vocês carregam no seu íntimo: os agradecimentos pelas alegrias, os pedidos de ajuda nas dificuldades, o desejo de consolação nos momentos de tristeza e sofrimento. Tudo isso confio à intercessão de Nossa Senhora Aparecida, Mãe de todos os pobres do Brasil, e com grande carinho lhes concedo a minha Bênção.


“Eu peço que vocês sejam revolucionários, eu peço que vocês vão contra a corrente; sim, nisto peço que se rebelem: que se rebelem contra esta cultura do provisório que, no fundo, crê que vocês não são capazes de assumir responsabilidades, que não são capazes de amar de verdade. Eu tenho confiança em vocês, jovens, e rezo por vocês. Tenham a coragem de “ir contra a corrente”. E também tenham a coragem de ser felizes!



“Bote fé” e a vida terá um sabor novo, terá uma bússola que indica a direção; “bote esperança” e todos os seus dias serão iluminados e o seu horizonte já não será escuro, mas luminoso; “bote amor” e a sua existência será como uma casa construída sobre a rocha, o seu caminho será alegre, porque encontrará muitos amigos que caminham com você. “Bote fé”, “bote esperança”, “bote amor!


“Sentimo-nos tentados a colocar a nós mesmos no centro, a crer que somos somente nós que construímos a nossa vida, ou que ela se encha de felicidade com o possuir, com o dinheiro, com o poder. Mas não é assim! É verdade, o ter, o dinheiro, o poder podem gerar um momento de embriaguez, a ilusão de ser feliz, mas, no fim de contas, são eles que nos possuem e nos levam a querer ter sempre mais, a nunca estar saciados. “Bote Cristo” na sua vida, deposite n’Ele a sua confiança e você nunca se decepcionará!”

Desejo que todos nós lembremos das mensagens do Papa Francisco e que possamos viver esses ensinamentos todos os dias. Que as sementes do amor, da fé, da esperança, do perdão e da caridade sejam fecundas em todos os corações!

Só com esses sentimentos podemos ser verdadeiramente felizes!

Felicidades a todos!



sexta-feira, 19 de julho de 2013

Passeio imperdível: parte 2!! Outros pontos turísticos de Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil

Que eu adoro viajar e conhecer lugares e novas culturas vocês já sabem! No post anterior eu compartilhei com vocês a emoção de visitar as Cataratas de Iguaçu (Parque Nacional de Iguaçu), mas em Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil, não é só isso!

Passo agora a listar outros pontos turísticos imperdíveis em Foz do Iguaçu:

1- Usina binacional de Itaipu: A usina de Itaipu é, atualmente, a maior usina hidrelétrica do mundo em geração de energia. Com 20 unidades geradoras e 14.000 MW de potência instalada, fornece cerca de 17,3% da energia consumida no Brasil e 72,5% do consumo paraguaio.


Mais do que uma obra de engenharia, a usina é um tributo à ousadia do homem em fazer junto ao nono maior rio do mundo uma usina desse porte. Com grande responsabilidade e preservação ambiental, a Usina de Itaipu se revela um destino imperdível!

Existem vários tipos de passeios: Circuito Especial, Visita Panorâmica e Visita institucional. Nós fizemos a Visita Panorâmica, que dura cerca de 1h30min/2h, inicia com um vídeo de cerca de 20 min e após isso embarcamos em um ônibus aberto e passamos por vários pontos da Usina.

As unidades geradoras de energia parecem pequenas de longe... mas ao passar ao lado são assustadoras! São maiores que muitos prédios que temos em nossas cidades!



Incrível não se arrepiar ao passar pelo túnel onde acima passa a água quando as comportas estão abertas (como no dia em que fomos).


O auge do passeio é quando o ônibus passa sobre a barragem, isto é: de um lado você vê o Lago de Itaipu (reservatório) calmo e sereno... e do outro lado você vê a água jorrando a 150km/h quando as comportas estão abertas para escoar o excesso das águas! Tivemos o prazer de pegar as comportas abertas, então o espetáculo ficou ainda mais emocionante! É muita água!




Certamente esse é um passeio imperdível.

2- Mesquita Muçulmana: a mesquita é uma grandiosa construção de 15 metros de altura que se destaca pela arquitetura e decoração de inspiração religiosa.

 
A mesquita é aberta à visitação, porém é necessário tirar os sapatos na entrada do templo e as mulheres devem cobrir a cabeça com o lenço/véu (é fornecido gratuitamente na entrada da mesquita). As visitas podem ser agendadas para que um guia possa explicar a cultura muçulmana. Nós não agendamos visita, mas mesmo assim encontramos uma gentil senhora que com todo prazer nos explicou vários pontos. É incrível ver a decoração e a arquitetura daquele lugar... o tapete para se ajoelhar mais parecia um colchão, de tão macio. Vale muito a pena!


3-Templo Budista: ao chegar dá temos a impressão de que chegamos em uma fazenda, pois tudo é muito grande! É um grande parque de 50 hectares e é considerado um dos maiores centros de estudos e meditação budista da América Latina.

Dentre os vários atrativos que oferece esse espaço da cultura oriental em Foz do Iguaçu, se destacam as inúmeras esculturas. Uma delas é a imponente escultura do Buda Maitreya de sete metros de altura, realizada em concreto.


Outras 120 estátuas do Buda Amitabha estão dispostas. Mais um passeio imperdível!








4- Já que você está em Foz do Iguaçu, aproveite ao menos uma noite e visite o Duty Free Shop na Argentina! Super perto e acessível, fica entre as aduanas brasileira e argentina. Com produtos de alta qualidade e preços atrativos, certamente é um passeio imperdível! Quanto ao idioma, sem se preocupe: os vendedores falam português fluente e são super atenciosos!


5- Além disso, aproveite ao menos uma manhã para conhecer Ciudad Del Este, no Paraguai – basta atravessar a Ponte da Amizade para você chegar ao maior shopping a céu aberto que eu já vi! Se você não está com vontade de enfrentar aquela confusão do comércio de rua, faça com nós: vá direto aos shoppings e faça suas compras com toda comodidade: indico o Shopping SAX: ótimo atendimento, produtos maravilhosos e qualidade indiscutível.

Quero voltar a Foz do Iguaçu para fazer os outros passeios que faltaram: Parque das Aves, as outras visitas na Usina de Itaipu, o zoológico, o museu da Usina... Enfim! Foz do Iguaçu é um destino obrigatório para quem curte belezas naturais e cultura!

Boa viagem!

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Passeio imperdível!! Foz do Iguaçu: Cataratas



Uma das minhas paixões é viajar. Adoro conhecer lugares novos e passear. Quero compartilhar com vocês um destino maravilhoso e simplesmente imperdível: Foz do Iguaçu, Paraná, Brasil.

Ao falar que nosso destino é Foz do Iguaçu todos já imaginam que vamos ao Paraguai pra fazer compras em Ciudade Del Este, mas não. Até pode-se ir lá e fazer várias compras ótimas, mas o espetáculo mesmo é o passeio pelo Parque Nacional de Iguaçu, que é patrimônio natural da humanidade criado pelo decreto federal nº 1035 de 10 de janeiro de 1939. A superfície total abrange do lado brasileiro uma área de 185.262,5 hectares, com um perímetro de aproximadamente 420 km, dos quais 300 km são limites naturais representados por cursos d'água, sendo que os lados brasileiro e argentino têm, juntos, aprox. 225 mil hectares.

Esse passeio é incrível. Após comprar seu passaporte, você pega um ônibus que vai até a Trilha das Cataratas (é no terceiro ponto – o primeiro ponto é a Trilha do Poço Preto – que eu não fiz; e, o segundo ponto é a Trilha do Macuco Safari – passeio de barco, que falarei mais adiante). 

Dica importante: compre já no início do passeio a capa e repelente de mosquitos. As capas têm preço melhor no pórtico e são necessárias para você, ao menos, manter seu tronco seco, sim, pois o resto: pernas, braços, cabelo você vai molhar de qualquer jeito... e o repelente é indispensável, vez que você vai entrar na mata. Lembre-se de usar roupas e calçados confortáveis.

Para essa trilha das cataratas indico que você reserve de 3 a 4 horas – para não fazer nada correndo e para poder admirar as quedas espetaculares (tem gente que diz que 2 horas são suficientes, mas eu acredito que você precisa de mais tempo, eu levei em torno de 3h e 30min). 

A trilha é toda calçada, organizada, com placas indicativas e com corrimão por todo percurso (eu não vi perigo algum). No final você tem a passarela sobre as águas! Dá um frio na barriga (sobretudo quando eu fui que o volume das águas estava seis vezes acima do normal), mas é imperdível! Não deixe nenhuma parte dessa trilha de fora, vale muito a pena. O trajeto completo tem 1.300m de caminhada/passeio leve.


Depois desse passeio pela Trilha das Cataratas nós já estávamos completamente molhados onde a capa não cobria: cabelo, pois a gente esquece do capuz; e do joelho para baixo no meu caso! Repito que é um passeio imperdível, não tem como descrever a emoção de ver tanta beleza junta... Coisa de Deus mesmo!

Terminada a trilha, pegamos o ônibus novamente (os ônibus passam de 15 em 15 min e são gratuitos pois você já pagou o passaporte do parque) e nos dirigimos à parada 2 – a Trilha do Macuco Safári: passeio de barco!

Esse Macuco Safári eu só indico para os “fortes” (brincadeira: tinha até crianças pequenas indo... eu que sou meio apavorada!!)! É muita adrenalina, um passeio lindíssimo! O barco/lancha totalmente equipado e de acordo com as determinações necessárias, segundo me informaram, leva você a um passeio pelas corredeiras e praticamente entra em baixo das quedas. Digo por mim: pensei que ia morrer de tanta emoção! Tenho certeza que foi um passeio que jamais esquecerei e as emoções experimentadas me marcaram pra sempre! Super indico!


Aqui tem um vídeo que foi publicado no Youtube por uma pessoa que fez o Macuco Safári no mesmo dia que eu (não é o vídeo do meu barco, mas vale a pena assistir pra ver as corredeiras e as cataratas por baixo! Notem que o volume das águas está seis vezes acima do normal). Veja para ter uma noção das emoções:  http://www.youtube.com/watch?v=Y4R7A90BZWg


Para saber mais sobre as cataratas, consulte: http://www.cataratasdoiguacu.com.br/portal/


Visitem nosso país! Boa viagem!

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Dica de leitura: "Inferno", de Dan Brown

Dan Brown deu mais um show!

Quem já leu “O Código da Vinci”, “Anjos e Demônios”, “Fortaleza Digital”, e, “O Símbolo Perdido” vai amar o novo livro desse escritor: “Inferno”. Na verdade, eu não sei dizer qual dos livros dele que mais gostei até hoje... Talvez a ordem de preferência para mim seja: “O Código da Vinci”, “O Símbolo Perdido”, “Inferno”, “Anjos e Demônios”, e, “Fortaleza Digital”... mas não quero influenciar ninguém!

Eu adoro leituras cheias de mistérios e crenças e a forma eletrizante que Dan Brown usa em suas obras me fascina! Cada vez que leio suas obras fico com vontade de estudar a história da arte e viajar pra conhecer os lugares mencionados... Chego anotar as “dicas” dos locais!

Neste fascinante livro, Dan Brown retoma a mistura magistral de história, arte, códigos e símbolos que o consagrou nos outros livros. No coração da Itália, Robert Langdon, o professor de Simbologia de Harvard, é arrastado para um mundo angustiante centrado numa das obras literárias mais duradouras e misteriosas da história: “O Inferno”, de Dante Alighieri. Numa corrida contra o tempo, ele luta contra um adversário assustador e enfrenta um enigma engenhoso que o leva para uma clássica paisagem de arte, passagens secretas e ciência futurística. Tendo como pano de fundo poema de Dante, e mergulha numa caçada frenética para encontrar respostas e decidir em quem confiar, antes que o mundo que conhecemos seja destruído.

Nessa obra há a menção e até mesmo como pano de fundo a obra “A Divina Comédia”, de Dante. Fiquei bem curiosa (já tinha o livro, mas ainda não tinha lido) e comecei a ler. Trata de um poema descrevendo o inferno – isso mesmo. E digo: como é incrível que alguém possa descrever com tantos detalhes um lugar assim?? Muito bom e intrigante.



Mas voltando ao “Inferno” de Dan Brown, fiquei muito feliz com a riqueza de detalhes e descrição dos locais visitados. A trama é fascinante e nos faz pensar em muitas coisas, principalmente sobre o futuro do nosso mundo com a população se multiplicando...

No fim do livro ficaram muitas perguntas sobre a tal tecnologia mostrada no livro. Será que ela não existe mesmo? Será que vai existir logo? Como ela será usada? Pois é... vale a pena pensar!


Boa leitura!