sábado, 29 de dezembro de 2012

Adeus ano-velho, feliz Ano Novo!!



O Ano-Novo ou Réveillon é a celebração do fim de um ano e o começo do próximo. O termo Réveillon tem origem no verbo francês réveiller, que significa "despertar".

A comemoração ocidental tem origem num decreto do governador romano Júlio César, que fixou o 1 de janeiro como o Dia do Ano-Novo em 46 a.C.


A passagem do ano-novo é, hoje, celebrada por todo o mundo e, normalmente, envolve queima de fogos de artifício e diferentes tipos de promessas e simpatias.



Algumas simpatias, crendices e superstições já se incorporaram a nossa cultura. Pra mim, por exemplo, um “ritual” que é indispensável no ano novo é comer lentilha!

Dizem que comer lentilha traz sorte, pois, como é um alimento que cresce, faz a pessoa crescer também. Além disso, dizem que “cada grão é um milhão”!

Uma das simpatias mais comuns feitas no Ano Novo para atrair dinheiro é a da romã. Chupe sete sementes na noite de Réveillon, embrulhe todas num papel e guarde o pacotinho na carteira para ter dinheiro o ano inteiro.

O consumo de aves, como o peru e o frango, não é indicado na ceia de Ano Novo. Como esses animais ciscam para trás, acredita-se que quem comê-los regride na vida.

Guarde uma folha de louro na carteira durante o ano inteiro para ter sorte.

Coma três uvas à meia-noite, fazendo um pedido para cada uma delas (também já ouvi falar que seriam 7 uvas...).

Jogue moedas da rua para dentro de casa para atrair riqueza.

Dê três pulinhos com uma taça de champanhe na mão, sem derramar nenhuma gota, e jogue todo o champanhe para trás para deixar tudo o que for ruim no passado.

Passe as 12 badaladas em cima de uma cadeira ou banquinho e depois desça com o pé direito.

Pule num pé só (o direito), à meia-noite, para atrair coisas boas.

Não passe a virada do ano de bolsos vazios para não continuar o ano inteiro com eles vazios.

Coloque uma nota no sapato para chamar dinheiro.

No dia 31, faça uma boa limpeza na casa, varrendo-a de trás para frente. Coloque para fora todo lixo, objetos quebrados e lâmpadas queimadas. Não guarde as roupas do avesso.

Para evitar energias ruins, muitas pessoas lavam os batentes das portas com sal grosso e água e borrifam água benta nos quatro cantos da casa.

Na primeira noite do ano, use lençóis limpos.

À meia-noite, para ter sorte no amor, cumprimente em primeiro lugar uma pessoa do sexo oposto.

Quem pretende viajar bastante no ano que se aproxima, deve pegar uma mala vazia e dar uma volta dentro de casa.

Abra as portas e janelas da casa e deixe as luzes acesas.

Na noite da virada, também é importante usar uma lingerie nova e na cor que representa seu desejo (rosa: amor, vermelha: paixão, azul: saúde, amarela: prosperidade, branca: paz).

Se você passar a virada à beira-mar é importante pular com o pé direito as 7 primeiras ondas do mar!

Quem não acredita em simpatias deve lembrar que elas funcionam desde que você tenha fé! Todo ato de vontade é uma forma de magia. Magia é a capacidade de realização, que emana de forças psíquicas, que transforma em real uma vontade dirigida. Então... é só entrar no clima e fazer pensamento positivo que tudo se concretizará! O pensamento tem força!

Acho muito legal o Ritual de Despedida do ano que está terminando: antes de encerrar o ano, acenda uma vela branca, faça uma oração e escreva numa folha de papel branco tudo que houve de triste, desagradável, frustrações, falta de realização, dissabores, medos, inseguranças, incertezas, mágoas, bloqueios... Enfim, tudo que você vivenciou no ano que passou e que pretende excluir de sua vida neste novo ano. Em seguida, queime a folha na vela desmaterializando qualquer crença negativa ou padrão de pensamento ruim.
 
Depois da passagem do ano, pode ser no dia seguinte, pegue outra folha de papel e escreva tudo que você almeja para o ano novo como: saúde, trabalho, dinheiro, realização em todas as áreas de sua vida, amor, felicidade... Dobre e guarde dentro de um livro de orações até o ano seguinte.


Com simpatias ou sem qualquer crendice, o importante é deixar o ano-novo nascer dentro de cada um de nós. Renovarmos-nos em cada atitude, sermos a cada dia pessoas melhores, mais caridosas, mais amáveis, mais amigos... só assim seremos mais felizes.

É hora de refletir sobre os acontecimentos bons e ruins, lembrar o que foi maravilhoso, aprender com o que não foi tão bom assim e e evoluirmos com tudo que nos sucedeu durante o ano, para cada vez trilhar um caminho de mais luz, amor e paz! 

Desejo que 2013 seja um ano maravilhoso, com realizações e muita felicidade!


Feliz Ano Novo!

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

...se despedindo de 2012...


Recebi essa mensagem de uma amiga e quis compartilhar com vocês, pois é ótima para refletirmos!


VALEU A PENA

2012 está quase terminando...

Então se apresse...
Tome a direção da sua vida e mude o que não está bom.
Chute para longe tudo que está com o prazo de validade vencido: preconceitos, mágoas, rancores, coisas inúteis ou quebradas.
Acabe com a tralha em sua vida.
E cultive o que é realmente importante.
Olhe bem para este belo Planeta, agradeça por ser seu hóspede...
E cuide para que a natureza não acabe antes dele.
Alimente o espírito...
E mantenha acessa sua Luz Interior. Você vai precisar dela...
Não esqueça das portas fechadas que você tentou abrir. Bata em todas até que elas se abram.
E vá em busca do que deseja, sem medo de arriscar... 
Afinal, o que você tem a perder?
Viva novas experiências. Abra-se para o novo, para a alegria, para o bem...
Compartilhe bons momentos, sem medo de ser feliz.
E não espere mais para ter aquela conversa de coração aberto com quem você quer bem...
Livre-se das amarras que você mesmo criou.
E transponha os obstáculos entre você e aquilo que deseja realizar.
Conecte-se com os amigos distantes, virtuais ou não...
Mas use o “ao vivo e em cores” para se comunicar e conviver com aqueles que estão perto.
Receba cada dia com alegria e aproveite bem o tempo.
O dia de hoje não vai lhe conceder 'bis'.
Deixe que o amor penetre em todo o seu ser.
E reserve um pouco de seu tempo para ajudar quem espera uma palavra de estímulo.
Não corte nada que possa ser desatado.
E silencie quando não tiver nada de bom para dizer de alguém.
Conscientize-se de sua capacidade de mudar o que está ao redor.
E trabalhe na construção de uma nova Terra, um novo País, uma nova Cidade, um novo Universo particular.
Não fique do lado de fora, vendo a festa da vida acontecer.
Entre nela e divirta-se!
Você vai ver...
O mundo vai mesmo acabar...
E vai renascer para você mais humano, mais solidário e mais feliz...



Vamos aproveitar os últimos dias de 2012 para refletir sobre tudo o que fizemos de nossas vidas durante esse ano e projetar tudo o que desejamos para 2013!
Felicidades a todos e que os novos planos sejam de muito amor, paz e caridade!

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Feliz Natal!




Mais uma vez estamos vivendo o clima... o ambiente... os sentimentos e as emoções de uma grande festa.
Faltam apenas alguns dias para o Natal! As luzes da cidade já estão acesas. A natureza se veste de gala ostentando luzes e cores diversas.

É o menino Jesus que vem ao nosso encontro procurando, mais uma vez, um lugar para nascer.

Vamos abrir espaço em nossos corações e deixemos que o menino Deus faça dele a sua morada e realize em nossas vidas seu plano de amor para que assim o verdadeiro sentido do Natal não se perca nas trocas de presentes e em algumas palavras frias e sem sentido.

Desejo a você um Natal cheio de AMOR e PERDÃO.

Amor porque é nele que encontramos o sentido da vida, e perdão porque é através dele que damos ao amor o sentido mais pleno.

Mas, sobretudo, desejo que quando se reunirem para celebrar o nascimento de Cristo, você receba dos céus todas as bênçãos... e que essas bênçãos se estendam a sua família, pois a família é o símbolo de um Natal feliz.
Feliz Natal!! 

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

35 primaveras!


Esta semana completo 35 anos! Não sou de fazer festas e grandes comemorações. A celebração pra mim é interna. Gosto desse ritual de amadurecimento e de agradecimento por mais um ano vivido – bem vivido! Agradeço a Deus por todas as bênçãos que me foram concedidas, aos meus familiares pelas vivências experimentadas, aos amigos e amigas pelo carinho e companheirismo...

Penso que os aniversários, mais do que ganhar presentes, é uma data para agradecer por tudo que vivemos e tudo que aprendemos. Por isso, hoje tenho muito a agradecer! Obrigada a todos vocês que fazem meus dias mais coloridos!

A crônica da Martha Medeiros que segue abaixo é perfeita... concordo que aos 35 anos não temos mais a mesma energia dos 17 anos, temos alguns fios brancos... mas também temos serenidade e conhecimento... temos capacidade de assumir nossas escolhas... E, cá pra nós... acho que muitas de nós estão muito melhores (também fisicamente) do que aos 17 anos!

Bah, vale muito a pena!! Estou muito feliz com minhas 35 primaveras! Encaro as coisas da melhor forma possível e pequenas coisas me fazem feliz, muito feliz! Tenho minha vida repleta de amor, vivo rodeada de uma família e amigos maravilhosos, me sinto bem, me sinto saudável, me sinto alegre, me sinto bonita e tenho energia de sobra! O que eu posso quer mais?

Vivo cada dia com intensidade, curto cada momento ao extremo... E não só quando eu morrer lembrem de quem eu sou, da minha dedicação, da minha amizade, das minhas atitudes, do meu comprometimento... Lembrem que eu sou e fui feliz, que tentei fazer os que me cercam felizes, e não do que eu comprei ou vesti. Ser feliz pra mim é viver bem, é SER e não TER!

 

35 anos para ser feliz
Martha Medeiros

Uma notinha instigante na Zero Hora de 30/09: foi realizado em Madri o Primeiro Congresso Internacional da Felicidade, e a conclusão dos congressistas foi que a felicidade só é alcançada depois dos 35 anos. Quem participou desse encontro? Psicólogos, sociólogos, artistas de circo? Não sei. Mas gostei do resultado.

A maioria das pessoas, quando são questionadas sobre o assunto, dizem: "Não existe felicidade, existem apenas momentos felizes". É o que eu pensava quando habitava a caverna dos 17 anos, para onde não voltaria nem puxada pelos cabelos. Era angústia, solidão, impasses e incertezas pra tudo quanto era lado, minimizados por um garden party de vez em quando, um campeonato de tênis, um feriadão em Garopaba. Os tais momentos felizes.

Adolescente é buzinado dia e noite: tem que estudar para o vestibular, aprender inglês, usar camisinha, dizer não às drogas, não beber quando dirigir, dar satisfação aos pais, ler livros que não quer e administrar dezenas de paixões fulminantes e rompimentos. Não tem grana para ter o próprio canto, costuma deprimir-se de segunda a sexta e só se diverte aos sábados, em locais onde sempre tem fila. É o apocalipse. Felicidade, onde está você? Aqui, na casa dos 30 e sua vizinhança.

Está certo que surgem umas ruguinhas, umas mechas brancas e a barriga salienta-se, mas é um preço justo para o que se ganha em troca. Pense bem: depois dos 30, você paga do próprio bolso o que come e o que veste. Vira-se no inglês, no francês, no italiano e no iídiche, e ai de quem rir do seu sotaque. Não tenta mais o suicídio quando um amor não dá certo, enjoou do cheiro da maconha, apaixonou-se por literatura, trocou sua mochila por uma Samsonite e não precisa da autorização de ninguém para assistir ao canal da Playboy. Talvez não tenha se tornado o bam-bam-bam que sonhou um dia, mas reconhece o rosto que vê no espelho, sabe de quem se trata e simpatiza com o cara.

Depois que cumprimos as missões impostas no berço — ter uma profissão, casar e procriar — passamos a ser livres, a escrever nossa própria história, a valorizar nossas qualidades e ter um certo carinho por nossos defeitos. Somos os titulares de nossas decisões. A juventude faz bem para a pele, mas nunca salvou ninguém de ser careta. A maturidade, sim, permite uma certa loucura. Depois dos 35, conforme descobriram os participantes daquele congresso curioso, estamos mais aptos a dizer que infelicidade não existe, o que existe são momentos infelizes. Sai bem mais em conta.

Outubro de 1998

Martha Medeiros (1961) é gaúcha de Porto Alegre, onde reside desde que nasceu. Texto extraído do livro "Trem-bala", L&PM Editores - Porto Alegre, 2002, pág.147.


domingo, 9 de dezembro de 2012

O que é o Natal??

 
 
 

Depois que já postei sobre os Pinheirinhos de Natal, decoração natalina, Papai Noel e tudo mais, me pergunto se lembramos do significado do Natal. Qual o verdadeiro sentido do Natal?
 
A grande maioria das pessoas interpreta o Natal de uma forma bem deturpada. Utilizam-se desta data para o consumismo, onde a troca de presentes é o mais importante. Infelizmente, tem se desvirtuado muito o verdadeiro sentido do Natal que é a celebração do nascimento de Jesus Cristo.

 
Natal significa nascimento, e a festa que se aproxima é a comemoração do nascimento de Jesus. Ele e todos Seus ensinamentos de amor devem ser o centro destes festejos.
 

Neste período recebemos muitas mensagens de paz, amor, prosperidade, muitos fluidos positivos. Há uma atmosfera fraterna e religiosa no ar. Achamos que estamos em paz com Deus, que somos pessoas do bem, porque o clima natalino nos mostra isto. O que importa – para a maioria, não é agradecer a Deus por todas as bênçãos recebidas, é a atmosfera de festa e alegria, pois é Natal... Quem vai querer parar para refletir sobre o verdadeiro sentido do Natal?

 
É dessa forma que esquecemos o verdadeiro sentido do Natal e nos restam apenas as ilusões de uma sociedade vazia e consumista.

Todos nós gostamos de enfeitar a casa com objetos natalinos, mas que muitas vezes nada tem a ver com o propósito do nascimento de Cristo: Sua humildade, Sua renúncia, Seus valores.

Na maioria das vezes a figura do Papai Noel entregando presentes ocupa mais espaço do que o nascimento do menino Jesus e todos Seus ensinamentos.

Acho muito triste ver que atualmente Jesus, e os valores que Ele ensinou, não ocupam o primeiro lugar nos corações de muitas pessoas que estão embriagadas com os valores errôneos deste sistema doentio, onde as posses são mais importantes que os sentimentos e as pessoas.
 

Está na hora colocar em prática o verdadeiro sentido do Natal, o qual tem poder de transformar o homem e trazê-lo de volta aos verdadeiros valores morais e espirituais.
 
O Natal é com certeza uma maravilhosa data para ser comemorada, com propósitos verdadeiros e não fantasiosos e de único interesse de lucro.

Jesus nasceu e Ele deve ser o centro total da nossa atenção. “Papai Noel” é uma bonita história de encantamento e magia que deve ser usada para fomentar nas crianças o desejo de fazer o bem e a caridade.

Por que somente nessa época que todo mundo pensa nos grandes sentimentos que rimam com o Natal? Por que somente uma vez por ano nos sentimos assim? O Natal deveria ser todos os dias, onde o seu significado deveria ser lembrado e praticado todos os dias.

 
Para essa mudança acontecer, cada um de nós tem que assumir o compromisso de se conhecer melhor, seguir a vida conforme a vontade de Deus, de se reformar intimamente e se tornar homens e mulheres de bem, praticando o bem, a caridade e a justiça.

Precisamos abrir os nossos corações para o verdadeiro sentido dessa tão linda data. Semear a paz, o amor, a caridade para que floresçam todos os dias do ano e não apenas nesse período.
 

Que neste Natal, o Espírito Santo possa brilhar nos corações, trazendo paz e luz para toda vida, revelando a esperança que verdadeiramente está em Cristo.

NATAL é renovação permanente. Sempre podemos mudar para melhor, amando, servindo e deixando nesta vida a nossa marca de trabalho no bem, na solidariedade, na tolerância, com muita fraternidade e amor. Quando esquecermos a nossa vaidade, o nosso orgulho e o nosso egoísmo, seremos mais felizes.

Feliz Natal!!!

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Papai Noel, eu me comportei!


O Natal é a festa do cristianismo que é comemorada no mundo todo, até mesmo onde a população cristã é minoria. Muitos símbolos iluminam as vitrines e dão o tom da decoração.

À tradição cristã, por várias influências, foram acrescentados elementos que hoje são indispensáveis na comemoração e na decoração da festa de Natal, dando-lhe uma identidade única. Entre esses elementos está o Papai Noel.

No início da história do Natal cristão, quem distribuía presentes durante festividades natalinas era uma pessoa real: São Nicolau. As histórias contam que São Nicolau colocava sacos de ouro nas chaminés ou os jogava pela janela das casas.


Os presentes de natal jogados pela janela caíam dentro de meias que estavam penduradas na lareira para secar. Daí a tradição natalina de pendurar meias junto à lareira para que o Papai Noel deixe pequenos presentinhos.

São Nicolau era muito generoso. Sua figura popularizou-se por sua generosidade, em especial com as crianças e sua fama pouco a pouco se espalhou.

De geração em geração, a lenda do Papai Noel ganha mais realidade no mês de dezembro, quando o mundo celebra o nascimento de Jesus Cristo e as pessoas trocam presentes.

Em meados do século 13, a comemoração do dia de São Nicolau passou para o dia 6 de dezembro, e sua figura foi relacionada com as crianças, a quem deixava presentes vestido de bispo (por isso a roupa vermelha e a barba) e montado em um burrinho.

Na época da Contra-reforma, a Igreja católica propôs que São Nicolau passasse a entregar os presentes no dia 25 de dezembro, tal como agia o Menino Jesus.

 
Por mais que o Natal seja muito mais do que a troca de presentes – é a celebração do nascimento de Jesus Cristo, o Papai Noel nos encanta e diverte. Quem nunca fez uma cartinha para o bom velhinho dizendo que queria um presente porque foi um bom filho, um bom aluno ou bom sei lá mais o que, que atire a primeira pedra!

Eu nunca esquecerei do meu nervosismo quando era criança diante do Papai Noel... e do medo de não ganhar presentes porque não tinha me alimentado direito durante o ano! (pra quem não sabe, nunca fui uma criança comilona e meus pais sempre usaram o Papai Noel pra me fazer prometer comer mais... Que sufoco!)


Mesmo com tanto medo do bom velhinho, nunca vou esquecer o dia que descobri que ele não era real... Acho que porque ganhei um presente muito esperado, calculo eu, dei um beijo tão forte no rosto dele - que era uma máscara, que amassou!!! Corri perguntar pro meu pai o motivo disso... e ele, todo sem jeito, acabou me contando a verdade...

Adoro histórias de Natal... meus pais têm outras histórias maravilhosas de quando eram crianças! Que ingenuidade mais linda!

...e a magia continua...

Ah, e só mais uma coisinha: Papai Noel, eu me comportei!!!

Feliz Natal!



segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

É hora de se preparar para o Natal!

 
Estamos na mais festiva época do ano: Natal, final de ano... mil comemorações, emoções à flor da pele! É hora de enfeitar a casa e alegrar o coração!
 
Em muitos países as pessoas montam árvores de Natal para enfeitar casas e locais de trabalho. Essa decoração ajuda a criar um clima especial.

Os pinheiros de Natal começaram a ser montados no ano de 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. Mais tarde, quando os alemães foram residir na América, durante o período colonial, difundiram essa tradição.

A tradição católica ensina que os Pinheiros de Natal - que simbolizam vida, paz, alegria e esperança, devem ser montados a partir do dia 30 de novembro, que é o começo do período do advento.
 
 
 
Sua montagem deve ser aos poucos, intensificando-se a partir de 17 de dezembro (momento em que a Bíblia começa a falar do nascimento de Jesus). Em 06 de janeiro (Dia de Reis), de acordo com esta tradição, é o dia de desmontar a árvore de Natal e guardar toda a decoração natalina.
 
 
 
No Brasil, o dia correto para montar a Árvore de Natal é 06 de dezembro, dia de São Nicolau, mais conhecido como Papai Noel e deve ser desmontada no dia 06 de janeiro, Dia de Reis.
 
 
Porém, não precisamos ser tão rígidos com essa data inicial, basta fazer de acordo com o gosto e disponibilidade de cada um. O que importa mesmo é encher os corações de paz, caridade e amor. Concordam?
 
 
 
O Presépio também faz parte da tradição natalina e reproduz o nascimento de Jesus. Essa tradição foi iniciada com São Francisco do Assis, em 1223. Manda a tradição que depois que você montar uma vez o presépio, deverá montar sempre! Ah, e ele não deve ser montado todo de uma vez: deve ser montado aos poucos, como uma encenação dos acontecimentos em torno do nascimento de Jesus (somente no dia de Natal coloque o menino Jesus na manjedoura, José e Maria ao seu lado... e assim por diante!)
 
Eu já montei minha árvore de Natal e coloquei a decoração pela casa e escritório! Adoro esse clima festivo de amor e de paz. Confesso que fico triste ao ver que sentimentos tão lindos só afloram para a maioria das pessoas nessa época, quando na verdade, deveríamos amar a todos, sem distinção, durante todos os dias do ano.
 
Desejo que todos nós possamos esquecer as mágoas, as ambições, o ódio, a inveja, a arrogância e as injustiças, amando a si e aos outros sem distinções!
 
 
Bons preparativos para as festas!

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Dica de Leitura! “Questões do Coração” – Emily Giffin


“Questões do Coração” – Emily Giffin


Há algum tempo terminei mais um livro delicioso: “Questões do Coração”, de Emily Giffin (é a mesma autora de “Presentes da Vida” que eu já compartilhei aqui minhas observações...)

O livro é ótimo e a forma como a escritora trata de um tema real e delicado como o amor x traição é maravilhoso.

Tessa Russo é mãe de dois filhos e esposa de um renomado cirurgião pediátrico. Apesar de todos os seus receios, ela recentemente abandonou sua carreira para se concentrar em sua família, na busca pela felicidade doméstica. Por fora, parece destinada a viver uma vida encantada.

Valerie Anderson é uma advogada e mãe solteira de um menino de seis anos, Charlie, que nunca conheceu seu pai. Depois de muitas decepções, desistiu do amor e até mesmo das amizades, acreditando que é sempre mais seguro não criar muitas expectativas.

Embora as duas vivam na mesma área de Boston, elas têm pouco em comum, com exceção do amor incondicional por seus filhos. Mas em uma noite, um trágico acidente faz suas vidas se convergirem de uma maneira inimaginável.

Com pontos de vista alternados e absolutamente bem delineados, a autora cria uma história comovente e brilhante de pessoas de bem sendo pegas em circunstâncias insustentáveis, e sendo testadas como nunca imaginaram ser possível. O livro faz as personagens se questionarem sobre tudo que um dia acreditaram, e por fim as faz descobrir o que realmente importava.

O livro fala com delicadeza e intensidade sobre a realidade. Gosto dessa escritora, pois ela transforma histórias cotidianas em livros que mexem com os sentimentos e nos fazem refletir sobre a vida.

Ao ler o livro pensamos: O que faríamos naquela situação? E percebemos que jamais devemos dizer que nunca faremos algo. Afinal, quem somos nós para falar e opinar sobre algo que não vivemos? Cada um reage de uma forma e ninguém deve julgar.

Este livro é intenso e dramático. Acredito que nenhum leitor passará por ele sem se questionar. As personagens são reais e a história tocante. O livro nos mostra que uma ação pode ter várias interpretações e aceitações distintas dependendo do ponto de vista e do momento que vivemos.

Outra coisa que adorei é que alguns personagens se relacionam com os do outro livro que já falei aqui no blog em junho/12: http://pimentapimenta.blogspot.com.br/2012/06/dica-de-leitura.html   “Dica de leitura: Presentes da Vida” (Tessa é irmã de Dex – o ex-noivo de Darcy).

Recomendo esse livro por ser um livro que além de divertir nos faz refletir sobre o que é realmente importante nas nossas vidas.

Espero que gostem! Boa leitura!


segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Bodas!


Boda é a festa que celebra o aniversário de casamento. Todas as datas e aniversários são importantes para os casais felizes e devem ser comemoradas!



O termo “bodas” é oriundo do latim, e significa promessa. A tradição das bodas surgiu na Alemanha, onde era costume oferecer uma coroa de prata aos casais que fizessem 25 anos de casados, e uma de ouro aos que chegassem aos 50. Então, com o passar dos séculos, foram criadas outras simbologias para os demais anos, e quanto mais tempo de casamento, maior é a importância do material.

A aliança como sinal de comprometimento foi utilizada a primeira vez pela Civilização Romana repetindo-se esta tradição até hoje em outros povos. As alianças de casamento assumem um papel de grande importância nessa comemoração, pelo próprio significado de união.

O casamento é um momento muito especial, é a celebração do amor. Por isso, os aniversários devem ser comemorados e para marcar cada ano de casamento se associa um material que o represente:

01º - Bodas de Papel
02º - Bodas de Algodão
03º - Bodas de Couro
04º - Bodas de Flores, Frutas ou Cera
05º - Bodas de Madeira
06º - Bodas de Açúcar ou Perfume
07º - Bodas de Latão ou Lã
08º - Bodas de Barro ou Papoula
09º - Bodas de Cerâmica ou Vime
10º - Bodas de Estanho ou Zinco
11º - Bodas de Aço
12º - Bodas de Seda ou Ônix
13º - Bodas de Linho ou Renda
14º - Bodas de Marfim
15º - Bodas de Cristal
16º - Bodas de Safira ou Turmalina
17º - Bodas de Rosa
18º - Bodas de Turquesa
19º - Bodas de Cretone ou Água Marinha
20º - Bodas de Porcelana
21º - Bodas de Zircão
22º - Bodas de Louça
23º - Bodas de Palha
24º - Bodas de Opala
25º - Bodas de Prata
26º - Bodas de Alexandrita
27º - Bodas de Crisoprásio
28º - Bodas de Hematita
29º - Bodas de Erva
30º - Bodas de Pérola
31º - Bodas de Nácar
32º - Bodas de Pinho
33º - Bodas de Crizopala
34º - Bodas de Oliveira
35º - Bodas de Coral
36º - Bodas de Cedro
37º - Bodas de Aventurina
38º - Bodas de Carvalho
39º - Bodas de Mármore
40º - Bodas de Esmeralda
41º - Bodas de Seda
42º - Bodas de Prata dourada
43º - Bodas de Azeviche
44º - Bodas de Carbonato
45º - Bodas de Rubi
46º - Bodas de Alabastro
47º - Bodas de Jaspe
48º - Bodas de Granito
49º - Bodas de Heliotrópio
50º - Bodas de Ouro
51º - Bodas de Bronze
52º - Bodas de Argila
53º - Bodas de Antimônio
54º - Bodas de Níquel
55º - Bodas de Ametista
56º - Bodas de Malaquita
57º - Bodas de Lápis-lazúli
58º - Bodas de Vidro
59º - Bodas de Cereja
60º - Bodas de Diamante
61º - Bodas de Cobre
62º - Bodas de Telurita
63º - Bodas de Sândalo
64º - Bodas de Fabulita
65º - Bodas de Platina
66º - Bodas de Ébano
67º - Bodas de Neve
68º - Bodas de Chumbo
69º - Bodas de Mercúrio
70º - Bodas de Vinho
71º - Bodas de Zinco
72º - Bodas de Aveia
73º - Bodas de Manjerona
74º - Bodas de Macieira
75º - Bodas de Brilhante ou Alabastro
76º - Bodas de Cipestre
77º - Bodas de Alfazema
78º - Bodas de Benjoim
79º - Bodas de Café
80º - Bodas de Nogueira ou Carvalho
81º - Bodas de Cacau
82º - Bodas de Cravo
83º - Bodas de Begônia
84º - Bodas de Crisântemo
85º - Bodas de Girassol
86º - Bodas de Hortênsia
87º - Bodas de Nogueira
88º - Bodas de Pêra
89º - Bodas de Figueira
90º - Bodas de Álamo
91º - Bodas de Pinheiro
92º - Bodas de Salgueiro
93º - Bodas de Imbuia
94º - Bodas de Palmeira
95º - Bodas de Sândalo
96º - Bodas de Oliveira
97º - Bodas de Abeto
98º - Bodas de Pinheiro
99º - Bodas de Salgueiro
100º - Bodas de Jequitibá

Ufa... será que alguém chega nas Bodas de Jequitibá?!? Espero que sim!

Com essa lista das bodas, que tal se inspirar pra comemorar todos os anos? Comemorar o amor sempre vale a pena!

Eu adoro essas comemorações fofas... e sempre que a data do meu casamento vai chegando perto começa a me dar uma saudade daquele dia que foi o mais feliz da minha vida... e como eu digo: o primeiro dia do resto das nossas vidas!

Felicidades e muito amor pra vocês!

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Sabonete filtro solar?? Como assim?!?


Imaginem que maravilha: lavar o rosto e já estar protegida contra os terríveis efeitos dos raios UVA e UVB? Parece loucura, mas já foi inventado o sabonete filtro solar!

Esse é o produto perfeito a meu ver para quem não tem a paciência para passar filtro solar diariamente ou não se adaptou com os inúmeros filtros disponíveis no mercado (leia-se: a pele fica oleosa, pegajosa independente do filtro usado).

O uso é simples e o efeito é de até duas horas de proteção com FPS 15. Basta tomar banho com ele fazendo bastante espuma e pronto. Teoricamente o efeito é por pouco tempo e proteção baixa, mas a informação interessante é que a barreira só se dissolve na presença dos raios ultravioletas, não sendo absorvida pela pele (pelo que li o efeito só se dissolve após duas horas de exposição e não após duas horas corridas!). A transpiração também não corta o efeito do sabonete. 



O produto foi criado para proteger a pele em exposições acidentais, ou seja, aquelas saidinhas que ficamos com preguiça de usar o filtro solar. Além disso, é indicado para os homens que sofrem com a calvície, podendo (e devendo) usá-lo no lugar do xampu.

Quem tem a pele oleosa ou não gosta de aplicar filtros solares pegajosos, vai adorar! Depois de aplicado na pele, é só massagear, até fazer espuma, enxaguar, secar e pronto! Mal posso esperar pra provar!

O preço do cosmético, no entanto, pode restringir a aplicação: parece que o produto vai chegar ao mercado brasileiro com preço “salgado”. O que é uma pena, pois se o preço fosse acessível pensem em quantas pessoas poderiam se beneficiar e se proteger.

Já procurei pelo produto, mas até agora não o encontrei. Se alguém souber onde tem, por favor, me avise! O sabonete divulgado é o Aquea FPS. Ah, e se você já provou, conte pra gente!